TESTEMUNHOS

DE ANIMADORES

Quem é o meu próximo neste Advento?

O meu próximo é todo aquele por quem me encho de compaixão ou por quem me devia encher de compaixão, embora muitas vezes falhe. O nosso próximo é também aquele que se enche de compaixão por mim e me cuida!

A relação que criamos

"Imagina um mundo sem relações: sem teres alguém a quem dizer “bom dia!”, sem ninguém a quem agradecer o que te é dado, sem ninguém a quem ligar num dia mais difícil… Não consegues, pois não? "

“Desculpem, sou um sortudo.”

"Sou um sortudo por tudo o que recebi e recebo todos os dias por ser Gambozino. Foi tão simples como: “se precisares de mim nos Gambozinos, diz”. É simples, é estar disponível! "

De Gambozino e de louco, todos temos um pouco

Dizemos a toda a hora que somos loucos da cabeça, eu acho que somos mesmo.

No princípio era assim

«No princípio»… é assim que começa. Foi assim há sei-lá-quanto-tempo, quando Deus decidiu criar o mundo, o céu e a terra, a luz, o dia e a noite, o sol e a lua. (...)

Não se pode viver sem os amigos

Mais tarde ou mais cedo, chegará o dia em que compreenderemos que o mais importante das nossas vidas é a forma como e com quem passamos o nosso tempo. Seja em família, em encontros de amigos, na vida profissional…

“EMBAIXADORES DE CRISTO!” Linhas de fundo 2018/2019

Um embaixador é alguém que representa, e que têm como função dar a conhecer e defender a mensagem do seu representado.

Sei o que viste no verão passado!

Sei o que viste no verão passado Ai sim? Então deves saber que cacei, finalmente, gambozinos!

As luzes que quero acender este Natal

O natal é sempre  uma altura importante do ano. Só pelo seu nome, transmite-nos um sentido de alegria.

Advento à moda do Gambozino

Há já algumas semanas que somos contagiados por um espírito natalício ao qual é difícil ficar indiferente...

DE GAMBOZINOS E FAMÍLIAS

O que sonha um Gambozino?

O que sonha um Gambozino? Em primeiro lugar, confesso que nunca tinha parado para pensar nisto… Nós, gambozinos, com o que é que sonhamos? Quais são os nossos maiores desejos enquanto participantes e membros desta tão grande família?...

Porque faço campos de Gambozinos?

Comecei a fazer campos de Gambozinos em pequena e era bastante tímida. Ao início não estava muito confiante, mas um animador conseguiu convencer-me e até hoje não me arrependo da decisão de fazer o campo que mudou a minha vida.

O que um campo de Gambozinos transformou no meu dia à dia

Olá! Eu sou o Manon Rei, tenho 16 anos e sou um Gambozino. 

O que procuro nos Gambozinos?

Ir e estar nos Gambozinos significa sair de uma rotina e de uma realidade, para se entrar numa outra muito maior, onde todos procuram servir, ser alegres e estar atentos ao outro.

Como queres viver este Natal?

Fizemos esta pergunta a vários gambozinos de diferentes idades e diferentes pontos do país e foram estas as respostas!

Margarida e Rafael Lucas Pires

Um campo de “Gambozinos”! Corria o ano de 1997 (ou seria 98). Fomos desafiados para fazer um campo de férias de “Gambozinos”? Repita lá isso!

Célio Dias – Gambozino e atleta olímpico

O Célio Dias, um gambozino judoca do Pragal agora com 23 anos, marcou presença nos Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro. Alegramo-nos muito com as suas conquistas e quisemos saber mais sobre elas.

Carolina Portela, animada

Tudo começou quando faltavam vagas para um tal minicampo dos gambozinos (mal sabia eu o que era aquilo) e fui, por isso, chamada para embarcar nessa aventura. Foi um acantonamento de 4 dias a cantar, a rir, a aparvalhar, a rezar, e que começou a fazer de mim uma gambozina.

Ana Evangelista, animada

Olá! Sou a Ana, tenho 16 anos e vivo no Pragal. Venho aqui falar um pouco sobre o quanto os Gambozinos me ajudaram. Os Gambozinos é uma comunidade em que nos ajudam muito, ensinam a saber estar, a saber esperar, a saber partilhar e além de tudo ajudam-nos a conhecer melhor a nossa pessoa.

SOBRE ATIVIDADES

Uma família que Deus constrói

Ir ao RAIO? Mas o que é isso afinal?

A minha primeira vez na Assembleia da GBZ

Curioso é a palavra mais certa para descrever como me sentia no sábado de manhã. Sabia que a Assembleia era onde se discutiam as "coisas importantes" dos Gambozinos. Mas que coisas são essas?

Sobre a Assembleia e a Rave 2016

O Santo Inácio tinha a mania de avaliar tudo o que fazia. Dizia que só assim podíamos ser cada vez melhores naquilo que nascemos para fazer – servir a Deus. Sendo esta a missão dos Gambozinos, quem somos nós para não o fazer?

Sobre o Serão Magnum: o bairro do amor não é feito a lápis de cor

Mais um serão que a pasta de Formação preparou para animadores no ativo. Começou com um jantar partilhado e, desta vez, contámos com a Inês Roxo, o Marino Arruda e o Pe. Paulo Teia, sj para nos virem falar sobre “Os Gambozinos e a vida no bairro”.