Últimas

Degradações

Tornou-se velha e enfadonha a prédica segundo a qual “os partidos têm de se abrir à sociedade civil”. Se quisessem por em prática o que pregam, então o caminho talvez passasse por convencer a “elite” a ingressar na vida pública.

Feliz mundo novo

O poder não admite vazios e pede protagonistas. O bruááá inorgânico das redes e das ruas cria novos líderes, que dão voz à revolta em horário nobre, a amplificam, a alimentam e se alimentam dela.

Há esperança para a próxima década

Quando decidimos baixar as armas e des-cobrir os rostos que tapamos com os nossos rótulos, e somos capazes de um encontro autêntico, acabamos por perceber a insensatez dos nossos medos e o ridículo dos nossos juízos precipitados.

A cidadã…

A cidadania exercida com convicção é raiz da liberdade e pilar da democracia. É por aqui que devemos de ir…