Últimas

Re-almar Portugal

Para caminhar entre as efabulações do passado e as ilusões do presente, temos de levantar a cabeça, reconhecendo as origens, estando conscientes de onde estamos, e mover-nos por aquilo que verdadeiramente desejamos.

Os sonâmbulos

Uma lei que incumbe o Estado de proteger os cidadãos da desinformação (leia-se: mentira) deveria ser o suficiente para arrepiar qualquer pessoa com mediana memória e um módico de decência.

A direita portuguesa e a tensão das cordas

A direita não está em crise, mas os seus partidos históricos sim. Os seus líderes devem trocar a lógica da dominação pela busca da boa tensão, que permite que as várias sensibilidades que habitam os seus partidos tenham voz.