O desenvolvimento
é o envolvimento de todos

Os Leigos para o Desenvolvimento são uma ONGD católica, que trabalha há mais de 30 anos em prol do desenvolvimento integral e integrado em países de expressão portuguesa, com vista à capacitação e autonomização de pessoas e comunidades. Atuamos preferencialmente através de voluntários missionários qualificados e beneficiam dos nossos projetos mais de 50.000 pessoas/ano e de 150 organizações locais por ano. Atualmente contamos com projetos em Angola, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe.

Notícias

Esforço partilhado, demonstra força da comunidade

Esforço partilhado, demonstra força da comunidade

“Cadinho a cadinho” foram-se juntando miúdos e graúdos. Juntos, empurravam o lixo do ponto alto para um outro ponto mais baixo, que facilitaria o acesso das carrinhas disponibilizadas pela Câmara Distrital de Água Grande, em São Tomé.

Formiguinha celebra 64 anos de atividade

Formiguinha celebra 64 anos de atividade

As atividades festivas começaram sábado, com um almoço alargado, seguido da atuação da Tragédia do Imperador Carlos Magno e do Marquês de Mântua.

Pessoas apoiadas/ano

Voluntários locais

Negócios apoiados

Pessoas em ações de formação

Contemplar o que vivo e abraço.

Chego a casa, e aí abrimos os braços para partilhar e conversar (e fazemo-lo a sorrir) sobre o dia que passou. E tudo isto acontece com umas tonalidades que aquecem e te fazem entender que já escolheste qual paisagem a guardar “no dentro”.

“Leve leve, Confia só”

Não consigo determinar o instante exato em que aconteceu, mas posso afirmar que as pessoas que dançavam na rua no dia em que cheguei já não são apenas figuras indistintas, são vizinhos, amigos, conhecidos…

Do capítulo das histórias inspiradoras

Faz parte do Grupo de Mulheres desde o primeiro dia e foi a caminho de uma oficina de sabão artesanal que a conheci. Uma viagem de comboio e breves minutos de conversa foram suficientes para perceber que ia ter muito para aprender com ela.

Senhor Igreja Matinal

Tem olhos azuis-escuros, cabelo grisalho e uma alegria contagiante. Faz parte da Fanfarra na Tragédia Formiguinha da Boa Morte, onde toca chocalho, mas para além desta vertente mais musical, tem estado sempre ligado ao teatro.

Os Franciscos

Poderia escrever sobre tanta gente, mas, hoje, quero falar-vos dum grupo específico de pessoas que me ensinam todos os dias e dos quais tenho o maior orgulho de ter conhecido e de hoje poder chamar de amigos.

“Aí estará o teu coração”*

Um destes dias vou explicar-lhe que "Delfino" não é apenas o nome que herdou do avô. Pode ser que assim também ele se lembre da amiga branca, um dia mais tarde, quando sair com o bote e avistar golfinhos neste mar.

Fui só (tentar) desenhar na praia.

Comecei a desenhar, sem grandes preocupações com o traço, a preto sobre um papel creme. Na realidade, não importa o suporte nem a cor da tinta, apenas o momento e o que ele me marcou.

Ser feliz é adotar a perspetiva de Deus

“O mato” é uma questão de perspectiva. Esta é uma terra em que tudo é uma questão de perspectiva. O rasto de destruição deixado por 30 anos de guerra funde-se com paisagens incríveis.

Reparar

Reparar como é bonito o pôr-do-sol e igualmente bonito o momento em que se vai a luz à noite… É fácil parar e reparar como me faz sentido que toda a minha agenda sejam nomes de pessoas e encontros que estão para breve.

As surpresas de Deus

E a partilha é uma festa, mas também aqui qualquer motivo é bom para festejar e para se juntarem, o que é comum a qualquer povo. O que vejo diferente é mesmo cuidado e a atenção.

SER VOLUNTÁRIO
Uma experiência de vida transformadora!

Ao contribuires com o teu tempo, capacidades e conhecimento tens a oportunidade, enquanto voluntário nos Leigos para o Desenvolvimento, para fazer a diferença na vida de muitos, criar impacto positivo e ser uma força significativa para alcançar a paz e o desenvolvimento.

Histórias de vida

Josefina, a Soba que nos recebe

Josefina, a Soba que nos recebe

Todos os assuntos da comunidade dizem respeito ao Soba e a sua intervenção é constantemente solicitada e muitas vezes é necessário reunir com os envolvidos, com a comunidade e com os pares – outros sobas – para uma solução final.

Foi uma lição muito aprendida: dar aquilo que você recebe

Foi uma lição muito aprendida: dar aquilo que você recebe

“Se eu hoje estou a lecionar cadeiras ligadas à irrigação e à química, isso é porque eu fui bem trabalhado pelos Leigos nessas matérias de cálculo, química, física e matemática. Foi porque eles [LD] deram tudo o que tinham para dar…”

Financiadores