VOLUNTÁRIOS

A Comunidade Simbiose

“…O maior e o mais importante de todos é o testemunho cristão de amor e amizade pessoal àqueles a quem procuramos servir e ajudar e àqueles com quem vivemos e trabalhamos.” (Ponto 68, VEM*) Inicio o meu testemunho com esta frase, que tanto me faz sentido, porque hoje...

Melhor dia de missão

Quando Jesus está por perto, há sempre um caminho novo que fazemos que nos ajuda a perceber um bocadinho melhor o sentido de tudo isto.

Os Leigos nunca vão sair da Graça!

Faz todo o sentido que seja com estes Leigos, porque tudo isto é deles, sempre foi. E agora cabe-lhes a eles, seja nos projetos ou não, a missão de influenciarem, capacitarem e formarem outros Leigos. E esta continuidade, é desenvolvimento.

Aceitando a corrente

Sabem quando vemos um pintor a pintar? Vemos traços aleatórios que só o pintor sabe o seu motivo e no final de tudo, passado o caos de traços desconcertantes, vemos toda a beleza que a sua união constrói.

Os “Outros”

Em missão aparecem“outros, a comunidade local, os que fazem parte da paróquia, os que pertencem aos nossos projetos e todos aqueles que se vão tornando nossos amigos, com quem vamos partilhando o nosso dia-a-dia, o nosso quotidiano.

“Estrela “da Boa Morte

A Estela tem 6 anos. Mora mesmo lá ao lado e um dia apercebeu-se da nossa presença. Entrou na reunião devagarinho, quase sem ser notada, e ficou lá a ouvir, sossegada, os assuntos dos crescidos.

Finalmente vamos mudar!

A obra do Espaço Criança ainda não está totalmente concluída, falta a instalação elétrica, arranjar um guarda para maior segurança e assim se colocarem as janelas e portas, mas o novo espaço já oferece melhores condições do que o antigo.

A Cultura na Roça

Tenho dedicado algum do meu tempo com o Grupo “Cultura mé sulu”, grupo responsável por dinamizar o Centro Cultural Comunitário de Porto Alegre, a ajudar a comunidade a dar mais valor aos seus costumes, a perceber os seus hábitos.

8 Meses de inspiração

Sim, porque os atores principais dos projetos são as pessoas que se entregam, com toda a vontade, e querem aprender e fazer mais, pelas suas vidas e das suas famílias!

As minhas mamãs e a minha Xará*

Queremos dar às formadas a possibilidade de se conhecerem melhor, aprenderem em conjunto num espírito de partilha de conhecimentos, contribuindo direta e indiretamente para a melhoria das suas vidas.