Exercícios Espirituais: uma procura em crescendo

São cada vez mais as pessoas que procuram retiros inspirados no modelo criado por Santo Inácio de Loiola. Nas três casas de retiros da Companhia de Jesus em Portugal há mais Exercícios procurados por leigos e por jovens.

São cada vez mais as pessoas que procuram retiros inspirados no modelo criado por Santo Inácio de Loiola. Nas três casas de retiros da Companhia de Jesus em Portugal há mais Exercícios procurados por leigos e por jovens.

Por ano, há cerca de 1500 pessoas a fazer Exercícios Espirituais (EE) nas três casas de retiro da Companhia de Jesus em Portugal, em Soutelo, Sintra e Cernache. Os números recolhidos pelo Ponto SJ junto destas casas mostram que há cada vez mais pessoas à procura de um tempo de silêncio e de uma proposta espiritual que as ajude a aprofundar a sua relação com Deus. Os Exercícios Espirituais são retiros segundo o método criado por Santo Inácio de Loiola, fundador da Companhia de Jesus, e que decorrem da sua própria experiência interior e de conversão, que ocorreu há precisamente 500 anos. Ficaram registados num livro que ainda hoje é usado pela Igreja em todo o mundo para orientar os tempos de oração de quem se propõe seguir este método.

Pensados para ter a duração de 30 dias, em profundo silêncio, os Exercícios Espirituais estão adaptados para várias modalidades, podendo ser feitos também por um período de sete ou oito dias, ou também de três ou quatro dias. Há ainda a modalidade de exercícios na vida corrente, que consiste num período mais alargado, mas durante a vida ativa e quotidiana. Consistem num tempo de silêncio e de oração pessoal, orientados por um jesuíta ou especialista em espiritualidade inaciana, e realizam-se em grupos de cerca de 20 pessoas. Durante esse período temporal, os participantes, denominados de exercitantes, são convidados a contemplar os principais momentos da vida de Jesus e a refletir sobre a sua própria vida, encontrando sentido para os seus dias, serenidade, maior liberdade, paz e alegria.

No ano que passou, houve um total de 1360 pessoas a fazer exercícios na Casa da Torre, em Soutelo, na Casa de Exercícios de Santo Inácio (no Rodízio, Praia Grande, Sintra), e na Casa de Exercícios Santo Afonso (CASA), em Cernache. Mas este foi um ano atípico, pois as casas estiveram fechadas durante três meses devido à pandemia e quando reabriram não puderam funcionar na sua capacidade plena, tendo sido obrigadas a reduzir o número de pessoas. Ainda assim, os dados demonstram um aumento da procura, que já se vinha sentindo há vários anos e que faz com que muitas vezes haja lista de espera para estas atividades. Por exemplo, só a Casa da Torre acolheu por dia, 19 pessoas em exercícios, em simultâneo, algumas em períodos mais curtos e outras em mais longos.

Apontar o caminho para Deus através dos Exercícios Espirituais é uma das Preferências Apostólicas Universais da Companhia para os próximos anos, uma espécie de prioridade apostólica que todas as províncias dos jesuítas no mundo procuram implementar.

Os anos anteriores à pandemia mostram que os números já estavam em crescimento, com uma maior adesão dos leigos e também de jovens, ou seja, para além dos padres e das religiosas. Em 2018, houve 1655 pessoas a seguir o método de retiro de Santo Inácio, organizadas em vários turnos (grupos que acolhem entre 20 a 25 pessoas). Entre os participantes, há consagrados (padres e religiosas), mas a maioria são leigos, com maior preponderância para as mulheres. Os números da CASA, a casa de retiros da Companhia localizada em Cernache, Coimbra, vocacionada exclusivamente para os mais novos, mostram que a procura entre os jovens também tem vindo a subir. No ano passado foram organizados 13 turnos de exercícios, mas nos anos anteriores a média estava entre os 15 e os 16, sendo que a idade de quem frequenta estes retiros anda à volta dos 22/23 anos.

Muitos destes participantes ligados à espiritualidade inaciana fazem exercícios espirituais com regularidade, por exemplo, todos os anos. Mas em cada turno, há também sempre uma pequena percentagem de pessoas que chegam pela primeira vez. O contacto com as casas de retiro permite também concluir que o período temporal mais procurado é o de 4 dias.

Além da Casa da Torre, do Rodízio, e da CASA, há ainda outras casas de retiro que não pertencem à Companhia de Jesus mas onde são orientados exercícios espirituais, seja por um jesuíta ou por uma religiosa. São elas a Casa Velha (Ourém), a Casa de Oração de Santa Rafaela Maria (Palmela) e o Centro de Espiritualidade Jean Gailhac (Aveiro). Todas as casas têm programas de atividades com vários turnos de exercícios, em várias datas e modalidades, nos quais é possível fazer uma inscrição.

Apontar o caminho para Deus através dos Exercícios Espirituais é uma das Preferências Apostólicas Universais da Companhia para os próximos anos, uma espécie de prioridade apostólica que todas as províncias dos jesuítas no mundo procuram implementar.

YouTube video

* Os jesuítas em Portugal assumem a gestão editorial do Ponto SJ, mas os textos de opinião vinculam apenas os seus autores.