O labOratório é uma semana intensiva de formação em música litúrgica, num espírito de oração e de vida comunitária. Aconteceu pela primeira vez em 2017 e terá a segunda edição em setembro de 2019.

Tem como objetivos principais:

  • dar formação litúrgica e musical, ligando música e vida espiritual
  • criar nova música para a liturgia, com estilos musicais diversificados. As novas músicas serão gravadas, e as partituras vão ser publicadas num cancioneiro
  • criar um ambiente de comunidade, aberto a pessoas de diferentes movimentos, paróquias e espiritualidades, como experiência de Igreja plural

BASTIDORES LABORATÓRIO

// Cantai um cântico novo

Quem organiza? A quem se destina?

O labOratório é uma iniciativa de um conjunto de jesuítas e de leigos, feita com um propósito eclesial e pastoral claro. Pretendemos colaborar com outras iniciativas valiosas que vão sendo feitas nesta área, a nível nacional e diocesano.

O labOratório destina-se, em primeiro lugar, a pessoas dos 15-40 anos de idade, vindas de todo o país e com interesse por música, mesmo que com graus de formação variáveis. Em segundo lugar, o labOratório destina-se à comunidade local: as orações comunitárias (laudes, hora intermédia, eucaristia) e os concertos serão abertos a todos, e gratuitos. Em terceiro lugar, os frutos do labOratório (partituras e gravações) ficarão acessíveis para paróquias, coros, movimentos, etc.

Quando e onde será?

De 31 de agosto a 8 de setembro, no Convento de São Domingos, em Lisboa, junto à estação de metro do Alto dos Moinhos. Rua João de Freitas Branco 12, 1500-359 Lisboa

Nota: os participantes do labcria começam no dia 31 de agosto; os restantes participantes começam dia 1 de setembro.

Quando abrem as inscrições?

As inscrições abrem a partir de 1 de Junho de 2019.
Saber mais.

O que fazemos no labOratório?

O labOratório inclui: (1) tempos de oração pessoal e comunitária; (2) ateliês de formação musical (canto, instrumento, composição, direção coral); (3) ateliês de formação teológica, explorando a relação entre música e espiritualidade; (4) conversas e concertos com artistas conceituados. O programa de formação do labOratório contempla quatro vertentes diferentes:

  • labCanta (para cantores)
  • labToca (para instrumentistas)
  • labCria (para compositores)
  • labMaestro (para diretores de coro)

Visto que nem todos os participantes terão o mesmo nível de formação musical, teremos alguns módulos de formação básica (para os principiantes) e avançada (para os participantes com boa formação musical).

É preciso ter formação musical para participar no labOratório?

O labOratório destina-se a pessoas que gostam de música, com ou sem formação musical.

  • Para os que não têm formação musical básica, o labOratório terá ateliês de iniciação musical (por exemplo: como ler uma pauta musical?)
  • Para quem já tem formação musical, o labOratório propõe ateliês avançados, ou de técnicas de harmonização, ou de poesia para a liturgia (afinal, não basta mudar a música: é preciso encontrar bons textos)

Depois, teremos momentos de trabalho em conjunto, para ensaiarmos e gravarmos as novas músicas, e apresentá-las ainda num pequeno concerto, na última noite.

UM DIA NO LABORATÓRIO

Esquematicamente, os dias no labOratório passam-se do seguinte modo:

8.45 // laudes

9.30 // labprático
LabCanta – Técnica Vocal
LabToca – Técnica de Improvisação
LabMaestro – Direcção Coral

10.45 // labteórico
Básico – Formação musical
Avançado (opção A) – Técnicas de Harmonização
Avançado (opção B) – Poesia e liturgia

12.00 // labconjunto
Ensaio das Pautas Frescas em grupos separados (coro, instrumentistas)

Hora Intermédia + Almoço

15.30 // labgeral
Música e Espiritualidade (workshops)

16.45 // labconjunto
Ensaio e gravação das Pautas Frescas em conjunto

18.30 // labgrupos
[Cada grupo fica responsável por dinamizar uma hora litúrgica: laudes, hora intermédia, missa. Um tutor ajuda nos ensaios]

Missa + jantar

21.30 // labsessões
[Um artista que toca e conversa / um serão de partilha]