Apontar o caminho para Deus

A primeira proposta das Férias com Deus, para ajudar a rezar neste verão, é do grupo CVX a caminho do compromisso permanente. E debruça-se sobre a primeira preferência apostólica da Companhia de Jesus: mostrar o caminho para Deus.

A primeira proposta das Férias com Deus, para ajudar a rezar neste verão, é do grupo CVX a caminho do compromisso permanente. E debruça-se sobre a primeira preferência apostólica da Companhia de Jesus: mostrar o caminho para Deus.

Graça a pedir:  Peço-Te a Graça de um olhar límpido para reconhecer a Tua presença na minha vida

Gaudete et Exsultate 175 – Quando perscrutamos na presença de Deus os caminhos da vida, não há espaços que fiquem excluídos. Em todos os aspetos da existência, podemos continuar a crescer e dar algo mais a Deus, mesmo naqueles em que experimentamos as dificuldades mais fortes. Mas é necessário pedir ao Espírito Santo que nos liberte e expulse aquele medo que nos leva a negar-Lhe a entrada nalguns aspetos da nossa vida. Aquele que pede tudo, também dá tudo, e não quer entrar em nós para mutilar ou enfraquecer, mas para levar à perfeição. Isto mostra-nos que o discernimento não é uma autoanálise presunçosa, uma introspeção egoísta, mas uma verdadeira saída de nós mesmos para o mistério de Deus, que nos ajuda a viver a missão para a qual nos chamou a bem dos irmãos.

 

Da Primeira carta de São Paulo aos Tessalonicenses (5, 15-‬24)
(…) procurem sempre o bem uns dos outros e o bem de todos. Conservem sempre a alegria, vivam permanentemente em oração e deem graças a Deus por tudo pois esta é a vontade de Deus a vosso respeito, em união com Cristo Jesus. Não impeçam a ação do Espírito, nem desprezem a voz dos profetas, mas examinem tudo: e assim guardem o que é bom e fujam de tudo o que é mau. Que o Deus da paz vos torne totalmente perfeitos e conserve irrepreensível todo o vosso ser, espírito, alma e corpo, até à vinda de Jesus Cristo, nosso Senhor. Aquele que vos chamou é fiel e há de realizar aquilo que prometeu.‬‬

 

Coloco-me na presença de Deus, com Ele proponho-me olhar a minha vida, as minhas circunstâncias, os lugares e relações.

Reconheço este Bem, a Alegria e presença de Deus nas relações, nos lugares onde me é dado viver.

Aqui e agora, considero os aspetos da minha vida que necessitam de luz. Entrego-os ao Senhor e peço-Lhe coragem para os explorar.

 

“(…) é necessário pedir ao Espírito Santo que nos liberte e expulse aquele medo que nos leva a negar-Lhe a entrada nalguns aspetos da nossa vida”

Que resistências à entrada de Deus? Onde coloco entraves à ação de Espírito (por medo, por vergonha, pela falácia da autossuficiência)?

 

“Que o Deus da paz vos torne totalmente perfeitos”

O Senhor chama-me à santidade e dá-me tudo o que lhe peço para a atingir. Hoje, o que preciso de Lhe pedir?

 

“mas examinem tudo: e assim guardem o que é bom e fujam de tudo o que é mau”

Quem me ajuda, no meu dia-a-dia, a “guardar o que é bom” e a “fugir do que é mau”? Dou graças pelas suas vidas e pelas suas vidas na minha.

 

 

Fotografia: Graça Viana Baptista

* Os jesuítas em Portugal assumem a gestão editorial do Ponto SJ, mas os textos de opinião vinculam apenas os seus autores.