Universidades jesuítas na Europa discernem futuro comum

A Kircher Network tem como principal objetivo fortalecer o sentido de missão partilhada entre as várias instituições que compõem a rede em todos os aspetos da vida académica.

Nos dias 7, 8 e 9 de julho, decorreu, em Innsbruck, Áustria, a segunda Assembleia da Kircher Network, a Rede Europeia de Universidades e Faculdades ligadas à Companhia de Jesus. A rede Kircher foi constituída há dois anos, em Paris, e agrega 32 instituições de Ensino Superior, espalhadas por toda a Europa. A Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Católica Portuguesa, em Braga, integra esta rede, a par de instituições como a Universidade de Comilas e a Universidade de Deusto, em Espanha, ou a Universidade Gregoriana, em Roma, e o Centre Sèvres, em Paris.

A Kircher Network tem como principal objetivo fortalecer o sentido de missão partilhada entre as várias instituições que compõem a rede em todos os aspetos da vida académica. Mais concretamente, a Rede Europeia de Universidades e Faculdades da Companhia de Jesus pretende desenvolver projetos de colaboração em cinco áreas distintas da vida académica. Ao nível da docência, pretende-se promover o intercâmbio de alunos e professores entre as diversas instituições. No que diz respeito à investigação, a rede pretende estimular a colaboração em temáticas relacionadas com as preferências apostólicas da Companhia de Jesus, tais como migrações, ecologia, pobreza e justiça social, diálogo inter-religioso e estudos inacianos. Como objetivo de promover o carisma inaciano das suas instituições, a rede colocará à disposição de alunos, docentes e colaboradores, recursos de inspiração inaciana no âmbito da formação em espiritualidade, pedagogia e liderança. Ao nível da administração, pretende-se estimular a partilha de boas práticas, criando, para o efeito, um repositório de recursos. Finalmente, a rede pretende ainda estimular a colaboração com os superiores jesuítas e com outras obras apostólicas da Companhia de Jesus, tais como centros de reflexão e cultura, centros sociais e revistas culturais.

Durante dois dias de trabalho intenso, os cerca de 50 participantes na Assembleia – reitores, diretores e representantes das instituições universitárias que integram a Kircher Network – tiveram a oportunidade de dialogar, numa atitude de escuta e discernimento, sobre os projetos futuros da rede. Ao longo dos dois dias, vários convidados proferiram comunicações plenárias, com o objetivo de fornecer aos participantes elementos para reflexão e discernimento. Além do P. John Dardis, SJ, Conselheiro do P. Geral da Companhia de Jesus para o discernimento e planeamento apostólico, e do P. Michael Garanzini, SJ, presidente da Associação Internacional de Universidades Jesuítas (IAJU), dirigiu-se à assembleia a filósofa Katherine Dormandy, docente de Filosofia na Faculdade de Teologia da Universidade de Innsbruck. Na sua comunicação, Dormandy sugeriu que a Kircher Network pode dar, no atual contexto europeu, um contributo importante que a grave crise de confiança que aflige as sociedades europeias contemporâneas possa ser ultrapassada.

A próxima assembleia da Kircher Network ficou agendada para julho do próximo ano, na Universidade de Namur, Bélgica. Espera-se, entretanto, que os vários projetos da rede possam começar a ganhar corpo e a envolver, de forma cada vez mais efetiva, as várias instituições, para que as universidades jesuítas na Europa possam responder, com criatividade e eficácia, aos desafios do tempo presente.

 

YouTube video

YouTube video

* Os jesuítas em Portugal assumem a gestão editorial do Ponto SJ, mas os textos de opinião vinculam apenas os seus autores.