Últimas

Em conversa com a fragilidade

“Não sei bem. Estou assim, meia triste. Eu acho que… eu preciso de… preciso de… eu preciso de um abraço!” – disse-o como quem dá um espirro inesperado seguido de uma certa surpresa pelo estapafúrdio.

Um segredo anti-vírus

Mesmo que nos sintamos a cair “num poço sem fundo”, infetados por vírus, pelo medo, ou por vírus próprios de um coração cuja sensibilidade vive virada para si mesma, com Deus nunca caímos em direção a um nada existencial.

O condimento do tempo

Aprender que tudo tem um tempo e que todos precisamos de tempo é a primeira lição para fazer do tempo um mestre e não uma arma. Pois apressar o tempo pode ser uma exigência violenta.