Últimas

No século XXI, Tintin continua vivo

Tintin, mais do que um herói, revela ser um ‘homem de carne e osso’. Apesar da sua força e da sua coragem, ele expõe toda a sua humanidade quando se emociona e quando é capaz de chorar por um amigo por quem arrisca a própria vida.

Crítica de cinema: Roma

Um dos elementos destacados em relação a Roma é o facto de ter sido produzido não por uma entidade tradicional do mundo do cinema, mas pela empresa de conteúdos para streaming, a Netflix.

Ir ao Teatro: Sopro de Tiago Rodrigues

A sugestão da Brotéria desta semana chega em forma de convite. Ir ao teatro para ver a peça Sopro de Tiago Rodrigues. É uma peça de homenagem, podemos dizer, à profissão de ponto e assim também a todos os que fazem do teatro a sua vida.

As marcas que 2018 deixou: resultados e vencedores

Abertura da Igreja aos recasados, migrações e chumbo da eutanásia venceram inquérito online ‘As Marcas que 2018 deixou’. A análise dos vencedores é agora feita por três jornalistas: Ricardo Perna, Catarina Guerreiro e Eunice Lourenço.

Scarlatti em Lisboa

Domenico Scarlatti compôs 5 sonatas para instrumentos de tecla, escreveu 12 óperas e um intermezzo, uma missa a 4 vozes, alguns motetes, oratórios, serenatas e 50 cantatas de câmara. A sua influência em Portugal foi registada por Saramago.

2019: Não se iluda, comprometa-se!

Por muito que resistamos há em nós uma predisposição para a esperança. Podemos domesticá-la como ilusões que se esfumam, ou abri-la como quem da cicatriz faz porta e passagem. Cruzar esse umbral é que o tornará feliz 2019. Bom ano novo!

Enquanto o comboio se afasta

O homem deu-lhe umas aulas e, aos poucos, o rapaz foi melhorando. Ainda não tocava nada como o professor mas estava cada vez mais perto de encontrar a sua música.