Jesuítas dinamizam conversa sobre pobreza

No domingo, a Igreja celebra o Dia Mundial dos Pobres. Na véspera, o Ponto SJ e a Comissão do Apostolado Social dos Jesuítas organizam conversa sobre as questões da pobreza. Será às 18h00, em direto, a partir do Centro São Cirilo, no Porto.

Na véspera da celebração do 5º Dia Mundial dos Pobres, os jesuítas organizam uma conversa em torno da temática da pobreza. “Estamos condenados à desigualdade?” é a questão que dá o mote ao debate que juntará Fernando Bessa Ribeiro, da Universidade do Minho, Mariana Rozeira, diretora-técnica do Centro São Cirilo, e o P. Fernando Ribeiro, coordenador da Comissão do Apostolado Social da Companhia de Jesus. A conversa decorrerá no sábado, dia 13, às 18h, em direto no Youtube do Ponto SJ, e com emissão feita a partir do Centro São Cirilo, no Porto.

Analisar as características da pobreza em Portugal, as causas estruturantes e também de que forma a Doutrina Social da Igreja se situa perante as desigualdades serão algumas das questões a abordar nesta conversa que terá por base o estudo sobre a pobreza divulgado em abril pela Fundação Francisco Manuel dos Santos, no qual Fernando Bessa Ribeiro participou.

Esta iniciativa dos jesuítas insere-se na campanha em curso de divulgação das quatro Preferências Apostólicas Universais da Companhia de Jesus até 2029, neste caso concreto, da segunda preferência “caminhar junto aos excluídos”. Esta dinâmica integra ainda a comemoração do Ano Inaciano, jubileu que assinala os 500 anos da conversão de Santo Inácio de Loiola. A propósito destas celebrações, ao longo desta semana, o Ponto SJ e as redes sociais da Companhia têm vindo a abordar o tema da pobreza e da exclusão.

A Comissão do Apostolado Social dos Jesuítas reúne as obras da Companhia de Jesus ou ligadas aos jesuítas que trabalham no setor social. Entre elas encontram-se instituições que colaboram com migrantes, como o Centro São Cirilo que acolhe a conversa deste sábado, ou o JRS – Serviço Jesuíta aos Refugiados; obras que dinamizam ação social e pastoral em bairros degradados, como o Centro Juvenil Padre Amadeu Pinto (Pragal), ou o Centro Social da Musgueira (Lisboa); instituições que apoiam idosos, como a Aldeia de São José de Alcalar, na Mexilhoeira (Portimão); associações que visitam reclusos, como a Foste Visitar-me, ou, entre outras, organizações que trabalham na área do voluntariado missionário, como os Leigos para o Desenvolvimento.

Num vídeo a propósito do Dia Mundial dos Pobres, o P. Fernando Ribeiro lembra as palavras de Jesus que o Papa Francisco cita na mensagem que escreveu para este Dia Mundial dos Pobres: “Sempre tereis pobres entre vós.” E acrescenta: “Mas o Papa não nos está a transmitir uma mensagem de conformismo ou resignação. Pois é o mesmo Jesus que nos diz: tudo o que fizerdes a um dos mais pequeninos, dos que sofrem, é a mim que o fazeis“.

Além destas organizações que trabalham com populações mais excluídas e que servem um conjunto de beneficiários diretos e indiretos que ultrapassa os 25 mil, integram a Comissão do Apostolado Social dos Jesuítas outras organizações da Companhia de Jesus que trabalham na área da educação e da cidadania, da cultura, da juventude ou do ensino superior.

YouTube video