Últimas

Papa Francisco, capitalista?

A afirmação de uma identidade individual, que apenas satisfaz a ambição de quem impõe o seu querer particular ao mundo, não permite que a singularidade manifestada seja acolhida pelos outros como um dom.

A cruz no presépio

Dediquemos, então, um pouco de tempo a rezar o presépio, sem ocultar a cruz que lhe é própria. Deixemos Jesus nascer também nos nossos corações, sem medo de tornar santo o nosso natal.

In memoriam de Jean-Louis Chrétien

Ler a obra de Jean-Louis Chrétien enche-nos de esperança pois o filósofo convida-nos a assumir e integrar a fragilidade como algo positivo. Ser frágil não é ser fraco, é abrir-se a algo maior, diz. O filósofo morreu no dia 28 de junho.