Segunda-feira Santa – Exceder-se na entrega

A sua proximidade desconcerta. Para uns, é sinal de realeza; para outros é razão de desilusão; para outros é motivo de morte porque Jesus estava demasiado próximo de gente suspeita. Maria sente na proximidade o convite ao excesso de amor.

A sua proximidade desconcerta. Para uns, é sinal de realeza; para outros é razão de desilusão; para outros é motivo de morte porque Jesus estava demasiado próximo de gente suspeita. Maria sente na proximidade o convite ao excesso de amor.

Retiro Dia 2

(Começar por um olhar panorâmico por toda a proposta para entrar no esquema e depois percorrer sem pressa cada passo.)

1. Um pedido 

Senhor, concede-me que, à imagem de Maria de Betânia, te entregue, hoje, o que há de mais precioso em mim.

2. Um texto 

Do Evangelho de São João (Jo 12, 1-11)

Seis dias antes da Páscoa, Jesus foi a Betânia, onde vivia Lázaro, que Ele tinha ressuscitado dos mortos. Ofereceram-lhe lá um jantar. Marta servia e Lázaro era um dos que estavam com Ele à mesa. Então, Maria ungiu os pés de Jesus com uma libra de perfume de nardo puro, de alto preço, e enxugou-lhos com os seus cabelos. A casa encheu-se com a fragrância do perfume. Nessa altura disse um dos discípulos, Judas Iscariotes, aquele que havia de o entregar: «Porque é que não se vendeu este perfume por trezentos denários, para os dar aos pobres?» Ele, porém, disse isto, não porque se preocupasse com os pobres, mas porque era ladrão e, como tinha a bolsa do dinheiro, tirava o que nela se deitava. Então, Jesus disse: «Deixa que ela o tenha guardado para o dia da minha sepultura! De facto, os pobres sempre os tendes convosco, mas a mim não me tendes sempre.»
Um grande número de judeus, ao saber que Ele estava ali, vieram, não só por causa de Jesus, mas também para verem Lázaro, que Ele tinha ressuscitado dos mortos.
Os sumos sacerdotes decidiram dar a morte também a Lázaro, porque muitos judeus, por causa dele, os abandonavam e passavam a crer em Jesus.

 

Maria ungiu os pés de Jesus com uma libra de perfume de nardo puro, de alto preço, e enxugou-lhos com os seus cabelos.

 

3. Um parágrafo 

Em vésperas da Paixão de Jesus, Maria de Betânia realiza um dos gestos mais sublimes e ternurentos sobre o seu Senhor e amigo; derrama um perfume caro sobre os pés de Jesus e enxuga-os com os seus cabelos. Este é um gesto que expressa o desejo de entrega total àquele que se prepara para dar a vida por nós. Maria não está preocupada com os preconceitos, com o preço do perfume ou com o que dirão os outros. Toda ela está ali, inteira, para o Senhor. Aproxima-se a Paixão de Jesus Cristo é tempo de nós, em jeito de despedida e de preparação para a Páscoa, nos derramarmos inteiramente aos pés de Cristo.

4. Uma pergunta 

Que atenção tenho dado a Jesus nestes dias? Que posso fazer para estar mais inteiro(a) com Ele? Como se pode concretizar, na minha vida e neste preciso momento, o derramar sobre Ele o que há de mais precioso em mim?

 

P.%20Nuno%20Branco%2C%20sj
P. Nuno Branco, sj

 

5. Símbolo

Perfume

 

que perfume é este?
como se chama?
que cheiro tem?
que me faz lembrar?
que diz de mim?
o que custa?

 

6. Uma imagem 

Exerto do filme “To the wonder”, de Terrence Malick

 

 

7. Um gesto 

Recolhe algumas fotografias de tantos Cristos do mundo de hoje (Mt 25, 31-46): “Tive fome e deste-me de comer…” Com estas fotografia, diante de ti, participa da Eucaristia, oferecendo-a por estas realidades e deixa que estas pessoas ofereçam a Eucaristia por ti.

Podes consultar aqui horário de celebrações da Eucaristia

 

Versão PDF

 

 

* Os jesuítas em Portugal assumem a gestão editorial do Ponto SJ, mas os textos de opinião vinculam apenas os seus autores.