A Igreja de Santa Engrácia no Campo de Santa Clara – Os Tempos do Lugar

A exposição presente no Panteão Nacional oferece ao visitante a oportunidade imperdível de viajar no tempo e no espaço, por meio dos vários recantos deste edifício que oferece uma das vistas mais bonitas sobre o Tejo. Uma sugestão Brotéria.

A exposição presente no Panteão Nacional oferece ao visitante a oportunidade imperdível de viajar no tempo e no espaço, por meio dos vários recantos deste edifício que oferece uma das vistas mais bonitas sobre o Tejo. Uma sugestão Brotéria.

O adágio popular “Obras de Santa Engrácia” associado ao monumento que é hoje Panteão Nacional ainda se usa… Mas que história se esconde por detrás deste aforismo?

Erguido sobre o Tejo, o Panteão Nacional é mais do que uma Igreja dessacralizada que guarda túmulos de personalidades que a pressão popular e a decisão política foram considerando heróis nacionais. É um dos exemplos mais marcantes do barroco em Portugal e a sua cúpula é uma marca incontornável no relevo de Lisboa. É uma história longa e rica em peripécias que podemos ver contada na exposição A Igreja de Santa Engrácia no Campo de Santa Clara – Os Tempos do Lugar, no interior do Panteão Nacional.

A mostra, da curadoria de Clara Moura Soares, tem como objetivo não só dar a conhecer a história do edifício como também a sua relação urbanística com a envolvente, o Campo de Santa Clara.

A mostra, da curadoria de Clara Moura Soares, tem como objetivo não só dar a conhecer a história do edifício como também a sua relação urbanística com a envolvente, o Campo de Santa Clara. Dividida em três núcleos, a exposição começa no Coro-Alto com a história das Obras de Santa Engrácia, desde a fundação da freguesia no século XVI, por decisão da infanta D. Maria – filha do rei D. Manuel I, até à conversão em Panteão Nacional, no século XX. O segundo núcleo foca-se nas transformações urbanísticas do Campo de Santa Clara, sincronizadas com a Igreja de Santa Engrácia ao longo do tempo. O último núcleo centra-se na Feira da Ladra, uma presença indissociável daquele lugar, desde 1882.

%C2%A9%20Site%20oficial%20Pante%C3%A3o%20Nacional%20
© Site oficial Panteão Nacional

Esta é exibição inédita, na medida em que para além de um relicário de Santa Engrácia, estão expostas gravuras, fotografias e outras obras, cedidas por descendentes de nobres que ali tiveram palácios ou vindas de museus e de outras coleções particulares de todo o país, que raramente são vistas em público. Para além disso, é dado um enfoque incomum aos materiais pétreos utilizados no monumento através de um painel com a identificação e breve descrição dos mesmos. Esta é uma oportunidade imperdível de viajar no tempo e no espaço, por meio dos vários recantos deste imponente edifício que oferece uma das vistas mais bonitas sobre o Tejo

%C2%A9%20Site%20oficial%20Pante%C3%A3o%20Nacional%20
© Site oficial Panteão Nacional

Exposição – “A Igreja de Santa Engrácia no Campo de Santa Clara – Os Tempos do Lugar”
10 de Outubro de 2019 – 1 de Março de 2020

Site oficial do monumento: Exposição 
Local: Panteão Nacional –  Campo de Santa Clara, 1100-471, Lisboa (mapa google)
Contactos: Telefone: 218 854 820 I E-mail: geral@panteao.dgpc.pt
 Informações sobre visita: aqui

* Os jesuítas em Portugal assumem a gestão editorial do Ponto SJ, mas os textos de opinião vinculam apenas os seus autores.


Brotéria Logo

Sugestão Cultural Brotéria

Esta seção é da responsabilidade da revista Brotéria – Cristianismo e Cultura, publicada pelos jesuítas portugueses desde 1902.

Conheça melhor a Brotéria