Últimas

Dê-se um refúgio, não um inferno

Serviço Jesuíta aos Refugiados condena veementemente atrocidades que migrantes e refugiados vivem e apela à célere transferência de requerentes e beneficiários de asilo para Portugal ao abrigo do Acordo Bilateral, para que encontrem a paz.