Últimas

Dê-se um refúgio, não um inferno

Serviço Jesuíta aos Refugiados condena veementemente atrocidades que migrantes e refugiados vivem e apela à célere transferência de requerentes e beneficiários de asilo para Portugal ao abrigo do Acordo Bilateral, para que encontrem a paz.

Justiça e busca de Deus

A justiça será sempre um dom a acolher; podemos criar as condições para que ela seja acolhida e cresça, mas não a criamos nem a fabricamos.

Na hora da morte…eu compreendo

Compreendo quem na hora da morte grita por um fim de vida com dignidade. No entanto, preocupa-me que queiramos responder apressadamente a esse grito, abreviando a vida, em vez de cuidar com mais dignidade da hora da morte.

Carta Aberta – Prevenir o que não se pode remediar

O Ponto SJ acolhe uma Carta Aberta dirigida aos deputados sobre a eutanásia. Subscrita por jovens dos 16 aos 30 anos, a iniciativa surgiu nos centros universitários dos jesuítas, estando aberta a todos os jovens que a queiram assinar.

Por uma economia ao ritmo da terra

No ano em que celebramos 5 anos da publicação da Encíclica Laudato Si, acontece em Assis já em março o encontro a Economia de Francisco. O que significará afinal esta redescoberta da economia no processo de conversão ecológica da sociedade?