Encontrarmo-nos no silêncio

Porque é no silêncio que estamos verdadeiramente “nus”, só o estar, faz-nos dar a conhecer.

O silêncio assusta. Todos os dias somos bombardeados com conversas e palavras que nos fazem acreditar que é isso a comunicação. Nos exercícios espirituais, o silêncio é um desafio que nos faz começar a perceber que o estereótipo de comunicação não precisa de ser verbal.

O silêncio é a mais sincera maneira de estar com alguém. Porque é no silêncio que estamos verdadeiramente “nus”, só o estar, faz-nos dar a conhecer.

Nos exercícios, vamos ao encontro de Jesus neste estado de nudez, estarmos como somos, para Ele.

Este estar, entre nós e Deus, faz-nos conhecer a nós mesmos através do conhecê-lo, a Ele. Quem é Deus? E quem sou eu? É com esta relação que percebemos que somos verdadeiros instrumentos nas Suas mãos e, através disso, sim, começamos a perceber quem somos, porque é que o somos, e com que objetivos o somos.

Para o dia a dia trazemo-nos a nós no nosso verdadeiro “eu”. Cheios de Graça e com mais certezas do que somos e do porquê de aqui estarmos, nós próprios. Com consciência e segurança que Jesus está MESMO presente na nossa vida, nas nossas relações, maneiras de estar e de agir.

Joana Ló de Almeida