DICIONÁRIO DE LÍNGUA GAMBOZÍNICA

"Ao longo dos anos, fui-me apercebendo de que a gamboliga não é um jogo de estrelas em que no final a equipa que tiver o maior craque ganha, mas sim um jogo de equipa..."

Gam·bo·li·ga

1. Maior liga de futebol da história

2. A Gamboliga é um grande torneio de futebol que, no início, só acontecia durante o campo, mas que tem ganho dimensão ao longo dos anos. Quando a joguei pela primeira vez, senti que era um tipo de futebol diferente do que estava habituado, não só porque jogávamos com raparigas na mesma equipa, mas também porque havia várias culturas de futebol bem diferentes da minha, rivalidades futebolísticas. Era engraçado!

Era, é e será sempre uma grande confusão. Não basta seres um grande jogador do teu bairro ou o melhor do teu colégio, se jogas num clube que passa por dificuldades financeiras ou mesmo se jogas no melhor sintético de Lisboa. Lá não importa o talento, sendo-se bom ou mau pode-se sempre ganhar uma gamboliga.

Uma das coisas que mais gosto num campo de gambozinos é acordar, sair da tenda, ir para a roda, ver a tabela de tarefas e ter a felicidade de não ter de fazer o pequeno-almoço ou lavar a louça para poder jogar a gamboliga e, melhor ainda, ter dois jogos numa manhã!

3. A Gamboliga, para mim, sempre foi um dos pontos altos dos campos, seja pelo futebol, pela emoção das apostas ou por ser um momento importante para crescer em equipa.

Não sei se por se tratar de futebol, ou por ser um jogo que dura o campo inteiro, mas sempre vi a gamboliga como o jogo mais importante do campo, aquele que mais queria vencer e ainda hoje sei em que posição a minha equipa ficou nos vários campos que fiz.

Ao longo dos anos, fui-me apercebendo de que a gamboliga não é um jogo de estrelas em que no final a equipa que tiver o maior craque ganha, mas sim um jogo de equipa, em que ganha aquela que conseguir ser mais equipa, a que tiver todos os membros a remar para o mesmo lado.

Ver também: Roda, BDS, Super-boi

Carlos (Filipino) Rodrigues & Zé Burguete