Em busca do tempo perdido: uma proposta para a Quaresma

Nesta Quarta feira de Cinzas, oferecemos aos nossos leitores uma proposta para a Quaresma preparada pelo jesuíta Francisco Cortês Ferreira. Tempos de oração, filmes e outras ajudas para recuperar a vivência deste tempo como tempo sagrado.

Nesta Quarta feira de Cinzas, oferecemos aos nossos leitores uma proposta para a Quaresma preparada pelo jesuíta Francisco Cortês Ferreira. Tempos de oração, filmes e outras ajudas para recuperar a vivência deste tempo como tempo sagrado.

Introdução

 

Que tempo é o nosso?
À medida que o Homem foi perdendo a noção do Tempo, desaprendeu a viver como Homem, porque o Espírito, que tanto deve ao Tempo, se foi tornando uma memória cada vez mais vaga. E com isto a própria palavra processo se foi tornando cada vez mais alheia e difuso. Neste sentido, para este Homem, falar de Quaresma é falar de quase nada.
Ao cristão de hoje, ser-lhe-à pedido um esforço suplementar para que esta questão volte a fazer sentido.
A perspectiva de cada quaresma deve trazer a questão: que quero eu com isto?

Um PDF com toda a introdução pode ser descarregado aqui.

 


Período entre a Quarta-Feira de cinzas e a I semana de Quaresma
Em busca de um equilíbrio

 

Que equilíbrio procuramos?  
Viver uma vida equilibrada, ordenada afectivamente, como diria Santo Inácio de Loiola, implica antes de mais reconhecer a realidade em que vivemos. Frenética, impessoal e transbordante.
Esta realidade, antes de mais, é uma realidade que deve ser amada, como amados devem ser os seres humanos que participam na sua construção.

Um PDF com a primeira proposta pode ser descarregado aqui.
Nota: Ao ler o PDF deve começar pelo lado esquerdo da segunda página. O PDF está preparado para que possa ser impresso frente e verso numa mesma folha, fazendo um pequeno caderno.

 


Primeira Semana da Quaresma
ORAÇÃO

 

Afinal, porque é que devo rezar? 
A resposta de Dietrich Bonhoeffer é precisa e objetiva: Eu devo rezar porque sou um Cristão, e como tal,cada dia em que não penetro mais
profundamente no conhecimento da palavra de Deus é um dia perdido para mim.

Um PDF com proposta da Semana I pode ser descarregado aqui.
Nota: Ao ler o PDF deve começar pelo lado esquerdo da segunda página. O PDF está preparado para que possa ser impresso frente e verso numa mesma folha, fazendo um pequeno caderno.

 

 


 

Segunda Semana da Quaresma
O JEJUM

 

Devemos fazer jejum porque somos puritanos?
Não. Devemos jejuar para permitir que fomes mais profundas surjam e tomem lugar de destaque na nossa vida.

Um PDF com proposta da semana II pode ser descarregado aqui.
Nota: Ao ler o PDF deve começar pelo lado esquerdo da segunda página. O PDF está preparado para que possa ser impresso frente e verso numa mesma folha, fazendo um pequeno caderno.

 


Terceira semana da quaresma
A ESMOLA

 

Há que inverter a questão:
Não é o rico que dá ao pobre, é o pobre que dá ao pobre. A esmola só é real porque é um pobre que dá.

Um PDF com proposta da Semana III pode ser descarregado aqui.
Nota: Ao ler o PDF deve começar pelo lado esquerdo da segunda página. O PDF está preparado para que possa ser impresso frente e verso numa mesma folha, fazendo um pequeno caderno.

 


Quarta semana
O DESATINO DA FÉ CRISTÃ

 

Que desatino é este? 
Naturalmente nós estamos deste lado, do lados dos marginais, dos raros, alucinados e cada vez mais, porque somos cristãos. Permanentemente com sede, em busca e incompletos.(…) Seguimos de alma amputada enquanto não encontramos a Deus.

Um PDF com a proposta da semana IV pode ser descarregado aqui.
Nota: Ao ler o PDF deve começar pelo lado esquerdo da segunda página. O PDF está preparado para que possa ser impresso frente e verso numa mesma folha, fazendo um pequeno caderno.

 


Quinta semana
A MINHA MORTE

 

Para quê pensar na morte?
A quaresma é um tempo de olhar para dentro e para a frente. Para dentro, para a nossa condição mortal, e para a frente com o olhar apontado à Páscoa, como se vivêssemos de frente para trás.

Um PDF com proposta da semana V pode ser descarregado aqui.
Nota: Ao ler o PDF deve começar pelo lado esquerdo da segunda página. O PDF está preparado para que possa ser impresso frente e verso numa mesma folha, fazendo um pequeno caderno.

 


Textos: Francisco Cortez Ferreira, sj
Edição de Imagem: Francisca Cardoso da RMOP

* Os jesuítas em Portugal assumem a gestão editorial do Ponto SJ, mas os textos de opinião vinculam apenas os seus autores.