RAIO – Parece que foi noutra vida!

‘O Raio começa agora!’ Agora? A sério? Não era nada disto que eu tinha planeado…

Parece que foi noutra vida!

Também por isso vale a pena o flashback. Temos agora mais tempo para nos perdermos nas memórias e para nos voltarmos a apropriar desses dias.

Vivemos o RAIO como verdadeiros gambozinos. Desta vez as nossas diferenças, aquelas mais evidentes no 1º dia, eram as idades! Uns ‘sábios e experientes’ e outros ‘jovens e aventureiros’. Dois mundos que se foram aproximando ao longo de 3 dias que tiveram o mesmo sabor que os 10 de um campo. Como se foi transformando o nosso olhar, o nosso sentir, o nosso servir!…

Como nos transformamos quando nos desligamos… é mesmo uma experiência incrível. Aquele exercício simples dos campos, logo que se chega, de desligar o telefone… o tempo que se ganha depois disso! Tanta conversa que surge naturalmente, tanto que se observa e se percebe sem fazer perguntas. A graça que se acha a tudo e a luz que se vê em cada momento. Tinha muitas saudades disso. Como uma coisa tão simples pode multiplicar o nosso tempo e criar tantas oportunidades para nos ligarmos.

Os gambozinos falam-me sempre muito de simplicidade. E esse ensinamento permanece… por vezes mais dormente, outras vezes a querer tornar-se de novo prioritário.

Mas também sempre me falaram de sonho! Esse sim, estava mais adormecido… Obrigada por terem reavivado essa parte da minha casa, a cozinha! ‘O que ando a preparar para o futuro? Que sonhos e que projetos tenho? Como vejo o futuro?’ No BDS, Jesus quis ficar mais tempo na minha cozinha… a mudar a forma como sonho e como projeto o futuro. A explicar que os ingredientes da cozinha dos gambozinos fazem muito mais falta à minha família que aqueles que compro noutros sítios. Vale a pena voltar a convidar Jesus para nossas casas. Agora de quarentena Ele quer ainda mais encontrar-Se connosco aqui, onde nos pediu para estar.

‘O Raio começa agora!’

Agora? A sério? Não era nada disto que eu tinha planeado…

Depois de 3 dias lindos de procura, descoberta, escuta, aprendizagem, partilha, Deus envia-nos para a nossa missão! Estávamos desejosos, de mangas arregaçadas, cheios de energia e boa disposição. E agora… quaresma! O sacrifício que Jesus me pede afinal não foi escolhido por mim. O RAIO começa agora mas o mundo parou. O que é que Deus nos quer dizer com isto?

Convidamos Jesus para a sala de estar, com todo o tempo do mundo, e falamos-lhe da nossa família, dos nossos amigos, dos nossos colegas de trabalho, dos pobres, dos abandonados, dos doentes e dos que estão sozinhos…

 

O Raio começa agora! Pedimos ajuda a Jesus e deixamo-nos transformar por Ele num gambozino melhor, de coração convertido, que anseia por viver a Páscoa.

 

Teté Pinto Coelho