Felizes os que trabalham todos os dias para serem misericordiosos

Já vão 13 anos de Gambozinos a alegrar os meus dias, uns como animada outros como animadora.

Já vão 13 anos de Gambozinos a alegrar os meus dias, uns como animada outros como animadora. Todos me ensinaram coisas diferentes, todos fizeram parte de um caminho complicado, mas necessário, que me levou a discernir para aprofundar. Aprofundar amizades, aprofundar carácter, aprofundar a minha relação com Deus, mas acima de tudo aprofundar a minha relação comigo mesma. Agora que nos aproximamos da Páscoa e da ressurreição de Cristo, não posso deixar de associar esta entrega e renascimento ao troço de caminho mais complicado que fiz durante esta caminhada: aceitar os meus erros para amanhã fazer melhor. Esta aprendizagem vem dos mais novos, dos mais velhos e é importante estarmos atentos a estas pequenas aparições de Deus através dos outros. Ser Gambozino é tão isto: não tratar o outro com condescendência, dar e receber, aproveitar o dia para ser melhor, aceitando que há dias que andamos para trás para poder dar um salto grande em frente. Misericórdia para com os outros, misericórdia para connosco.

Inês Dentinho