Últimas

A pandemia da violência

Cerca de 67% da população mundial vive atualmente em países onde há graves violações da liberdade religiosa. Esta é uma das principais conclusões do relatório elaborado pela Fundação Ajuda à Igreja que Sofre divulgado esta manhã.

Solidariedade sem fim

Visita do Papa ao Iraque, que começa amanhã, vai reavivar memórias, momentos terríveis que aconteceram quando as aldeias e vilas cristãs foram ocupadas pelos jihadistas do Daesh em 2014. Fundação AIS apoia as famílias no terreno.

Grito de angústia

Mil mortos, 250 mil desalojados. Os números crescem todas as semanas. Cabo Delgado, no norte de Moçambique, vive tempos de insegurança desde 2017 quando grupos armados começaram a espalhar violência e morte. Ataques têm-se intensificado.

O doloroso genocídio dos Cristãos

Médio Oriente, África e Ásia. Mudam os países, mudam os protagonistas, mas na essência nada se altera. O Cristianismo continua a ser a religião mais perseguida no mundo e em muitos lugares assiste-se mesmo a tentativas de genocídio.