As origens

A Casa de Exercícios de Santo Inácio, situada na Estrada do Rodízio, junto à Praia Grande, em Colares, é fruto da generosa oferta do Senhor Luiz de Souza Monteiro e da sua esposa, Dª. Maria Adozinda Pimenta de Souza Monteiro. A 25 de Dezembro de 1956, entregaram ao Provincial da Companhia de Jesus, Padre José Craveiro da Silva, as chaves da Igreja e da Casa de Exercícios de Santo Inácio, construídas com o objetivo de criar um espaço de reflexão e formação cristã, em terrenos adquiridos para o efeito. É intenção dos benfeitores que esta casa seja “um instrumento vivo e eficiente para o serviço e extensão” do Reino.

  • Bênção da primeira pedra: a 31 de Julho de 1955, pelo Núncio Apostólico, Monsenhor Fernando Cento
  • Entrega das chaves: a 25 de Dezembro de 1956, entrega das chaves da Igreja e da Casa e ainda de algumas alfaias litúrgicas para a Igreja
  • Início do funcionamento da Casa: foi celebrada a primeira Missa Inaugural na Capela da Casa no dia 13 de Setembro de 1957, pelo Padre Narciso de Campos.

Nos três sinos de bronze, situados por cima da Igreja, quiseram os benfeitores-fundadores gravar as suas intenções e assinar:

QUE TUDO SEJA PARA A MAIOR GLÓRIA DE DEUS

“Gloria in excelsis Deo”
31 – VII – 956

SEJA SEMPRE LOUVADA A VIRGEM SANTÍSSIMA

“Avé Maria gratia plena”
31 – VII – 956

LUIZ – Mª ADOZINDA – MARIA DA GRAÇA – JOSÉ – LUÍS – FRANCISCO – ANTÓNIO – JOÃO – MARIA DE JESUS

(nome do casal e seus sete filhos)
31 – VII – 956

Diretores

– P. Agostinho Ferraz, de 1957 a 1960.
– P. Vital Dias Pereira, de 1960 a 1962.
– P. José Craveiro da Silva, de 1962 a 1963.
– P. Júlio Marinho, de 1963 a 1967.
– P. José Manuel Rocha e Melo, de 1967 a 1983.
– P. Joaquim Leão, de 1983 a 1994.
– P. Nuno Burguete, de 1994 a 2006.
– P. Sérgio Diz Nunes, de 2006 a 2012.
– P. Domingos de Freitas, de 2012 a 2017.
– Dª Júlia Novais, a partir de 2017.

Capelães

– P. Narciso de Campos, de 1957 a 1964.
– P. João Pinto, de 1964 a 1967.
– P. José Bernardo, de 1967 a 1975.
– P. José Roseiro, de 1975 a 1976.
– P. Manuel Pires da Silva, de 1976 a 1985.
– P. Joaquim Leão, de 1985 a 1994.
– P. Nuno Burguete, de 1994 a 2006.
– P. Sérgio Diz Nunes, de 2006 a 2012.
– P. Domingos de Freitas, de 2012 a 2017.
– P. Carlos Azevedo Mendes, a partir de 2017 (tendo a colaboração dos PP. Vasco Pinto de Magalhães e Francisco Rodrigues).

Religiosas que estiveram a tomar conta da Casa de Exercícios

– Irmãs da Caridade do Coração de Jesus (espanholas), desde 6 de Setembro de 1957 até 1962.
– Escravas da Santíssima Eucaristia e da Mãe de Deus, em 1962.