Gambozinos camuflados

Quem disse que os gambozinos não existem, além de não conhecer a nossa bonita associação, não sabe que ser Gambozino é um modo de vida.

Quem disse que os gambozinos não existem, além de não conhecer a nossa bonita associação, não sabe que ser Gambozino é um modo de vida. Porque os gambozinos estão muito além dos nossos campos e mini-campos, das atividades que fazemos ao longo do ano, dos bons encontros de amigos e das relações especiais que aqui crescem. Há gambozinos espalhados pelo mundo que nem sabem que o são. Se calhar, há por aí gambozinos mais gambozinos do que nós que aqui andamos. São gambozinos anónimos ou gambozinos camuflados.

É gambozino e não sabe aquele que procura construir pontes em vez de muros, que procura reconciliar em vez de virar costas.

É gambozino e não sabe aquele que não tem medo de partilhar com os outros os seus talentos. Não espera palmas: sabe que o que interessa é servir com o que tem e o que é.

É gambozino e não sabe aquele que não tem medo de dizer bem, de elogiar alguém quando é justo fazê-lo.

É gambozino e não sabe aquele que vive agradecido, em vez de reivindicar o que ainda não tem.

É gambozino e não sabe aquele que reconhece, em cada pessoa, uma história e uma missão únicas.

É gambozino e não sabe aquele que não tem medo de discutir um assunto com quem pensa de maneira diferente – sabe que o encontro que faz crescer é mais importante do que “ter razão” ou ter a última palavra.

É gambozino e não sabe aquele que está mais disposto a pedir desculpa do que a justificar-se.

É gambozino e não sabe aquele que está mais disposto a perdoar do que a julgar.

É gambozino e não sabe aquele que cuida da Criação com respeito, ainda que nem conheça o Criador.

É gambozino e não sabe aquele que ama, mesmo sem se saber amado por Deus.

É gambozino e não sabe aquele que procura viver como Jesus, o verdadeiro Gambozino.

Ser gambozino é um caminho para a vida inteira e uma missão universal, à qual todos são chamados!

Se fazes parte dos Gambozinos, procura ser cada vez mais fiel à tua identidade e ter um olhar atento para reconhecer os gambozinos camuflados.

Se és gambozino e só agora descobriste, fica a saber também que nos alegramos que faças parte da nossa família!

Mariana Viana Baptista