Uma Roda Gigante

20 anos! 20 anos!!! Como foram incríveis as celebrações e como foi bonito ver as amizades mais e menos prováveis, as de longa data e as do fim-de-semana a mostrarem que o nosso sonho é real, está a crescer e continua a ser reflexo do sonho de Deus: de sermos um com Cristo, de nos amarmos uns aos outros.

20 anos! 20 anos!!! Como foram incríveis as celebrações e como foi bonito ver as amizades mais e menos prováveis, as de longa data e as do fim-de-semana a mostrarem que o nosso sonho é real, está a crescer e continua a ser reflexo do sonho de Deus: de sermos um com Cristo, de nos amarmos uns aos outros. E ver tudo a acontecer outra vez, mas agora de forma mais natural e rápida. Quando chegámos há uns grupos, uns olhares mais desconfiados, quando nos vamos embora somos só um, de sorriso na cara, coração cheio e muita vontade de mudar o mundo.

Já acabou o fim-de-semana, já acabou a festa, já temos saudades. Mas ganhámos 2 padroeiros: São Pedro Claver e Santo Afonso Rodrigues e voltamos para casa alegres, orgulhosos e animados, a querer agradecer a Deus o amor que nos dá, as lições que nos dá e a forma como nos conduz.
Os Gambozinos ensinam-me (recuso-me a escrever no passado!) a ser simples, a reconhecer Jesus nos outros, a servir e a ‘esvaziar-me de mim’. Como bónus ganhei amigos para toda a vida, daqueles bons que não dão só abraços, também dão exemplo e fazem olhares reprovadores quando me desvio. Fora dos campos e das actividades continuo a querer muito construir pontes, tecer redes, convencer toda a gente que temos de ver mais longe, aceitar os outros e dedicar tempo, dar espaço e abrir o coração, entregarmo-nos e darmos as mãos numa roda gigante.
Que o mundo precisa de nós, já sabia. Mas quase me esquecia da energia avassaladora de um grupo de gambozinos reunido! Quando se faz parte de um grupo destes, em que já estamos pais e filhos juntos, em que a força de uns domina a preguiça de outros, sabemos que construir um mundo melhor está mesmo ao nosso alcance! Força Gambozinos! Gambozinos Forever!

Teresa Pinto Coelho